Mania Nacional

      Os brasileiros sempre mostraram como lidar com as mais graves intempéries de uma maneira mais amena,talvez pela sua ampla prática em resolver os problemas do cotidiano,herdada do passado,às vezes melhorando as coisas.A frase ”…Ah!Dá-se um jeito!…”já se tornou até um símbolo de resignação deste povo sofrido,embora nem todos os membros dão esse ”jeitinho” para resolver problemas,mas sim para prejudicar seus semelhantes e levar vantagens pessoais,sem se importar com o mundo que o cerca,somente com si próprio.

      Em grandes empresas estrangeiras,existem brasileiros membros da mesa diretora,pois estes têm grande capacidade de enfrentar situações difíceis e supera-las com criatividade,existem também aqueles que dão sempre um ”jeitinho” para que o salário dure até o fim do mês,há outros que usam de todo o seu jogo de cintura para conciliar trabalho e família,enfim,existem vários jeitinhos,cada um para uma necessidade.

…não amarrar com barbante e emendar com ‘durepoxi’,mas sim colocar uma peça nova…

      Mas nem sempre estes são usados com bons princípios,foi-se o tempo em que o malandro era aquele sujeito mulato,boa vida que se dava bem com as mulheres,andava com chapéu de lado,camisa listrada e calça branca,e morava nos subúrbios do Rio de Janeiro,eram os anti-heróis do cotidiano.Agora o malandro é o famoso ”um-sete-um”,aquele que vende e não entrega,ou aquele que é cafetão,ou,então,o que talvez possa ser considerado o maior malandro de todos,o político inescrupuloso,pois este usa de inúmeras artimanhas em detrimento do povo para o benefício próprio,temos varios exemplos:Desvio de verbas,mensalão,nepotismo,caixa 2,cartão corporativo,entre outros.

      Embora o ”jeitinho” seja um marca registrada do Brasil,é hora de darmos soluções definitivas,não amarrar com barbante e emendar com ‘durepoxi’,mas sim colocar uma peça nova,é hora de reivindicar maiores salarios ao invés de deixar de comer,é hora de fazer o certo e não ajeitar o que está errado,o jeitinho que nos marca tanto,quase sempre é sinônimo de nossa mania de ir pelo caminho mais fácil,ou pelo mais conveniente de acordo com a ideia da malandragem de vadiar,ou melhor,fazer o menos possível no maior intervalo possível,não é mais tempo de ajeitar situações e sim solucioná-las como se deve,sem poupar esforços.

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

2 pensamentos sobre “Mania Nacional

  1. ana paula vieira disse:

    Excelente este jornal!Excelentes textos do Eric.Muito bem colocados,seus argumentos.Podemos notar na colocaçao de seus argumentos um humanismo genuíno e valores que foram perdidos pela sociadade atual.Assim como os textos Coroline tambem.Estao de parabens!

  2. Caroline disse:

    Nós agradecemos o seu comentário e observações.Obrigada, continue comentando e visitando nossa página!
    😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: