A anatomia da revista adolescente.

    A verdade é que o mundo é muito chato quando é tão previsível.Com as típicas revistas direcionadas ao público feminino entre 12 e 18 anos, não é diferente.As revistas de qualquer marca/editora, seguem o mesmo padrão desde que surgiram.Não acredita?Vá numa banca ou num site e verifique se não é verdade.Clique na imagem abaixo para ampliar.

Será que toda mídia voltada para as mulheres tem que ser tão tapada assim?

    Ela mostra exatamente a organização e temas frequentes das revistinhas: fotos com bandas “teen” com letras clichês,atores/atrizes photoshopados ou modelos;Dicas e “truques” para pegar o amor da sua vida;Entrevista com “ator/atriz/cantor”,fofocas e finalmente, os testes,horóscopos e toda essa tolice medieval.

     Essa mídia barata e oportunista segue uma fórmula simples e lucrativa: fazer propaganda de cosméticos,marcas de roupa em 50% da revista + Fazer propaganda de bandas,atrizes e atores adolescentes em 40% da revista+ os 10% restantes estão distribuidos em testes,horóscopo e outras coisas não menos acéfalas.

    De fato, o que mais irrita é o mundo mágico que ela cria.Eu estou naquela faixa-etária e sou mulher.É horrível ser associada à esse mundinho tão limitado.Será que toda mídia voltada para as mulheres tem que ser tão tapada assim?

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

5 pensamentos sobre “A anatomia da revista adolescente.

  1. Eric Elias Guimarães disse:

    De fato essas publícações criam uma imagem esteriótipada das adolescentes,como se todas fossem completamentes desprovidas de cerebro,colocando-as em um mundo de fantasia,totalmente alienadas da realidade,trazendo informações infundadas,testes e dicas tolas,imagens de gente pré-famosa,propaganda de produtos inúteis,mantendo-as em um universo particular de patricinha de costas para o mundo de verdade,enfim um desperdicio de papel

  2. ana paula vieira disse:

    ótimo artigo,Caroline!Concordo plenamente.Porém,nao vamos nos esquecer que estas revistas apenas se alimentam ‘da carniça ja abatida e putrefacta’.Se me permite acrescentar,acho que esta mentalidade feminina que impera hoje,e fruto maturado de centenas e centenas de anos,desde os primordios,em que a mulher foi tolhida de pensar,de cultura,de opiniao,do voto,de opinar em seu destino,etc…Enquanto,os homens da família iam estudar na Europa as mulheres aprendiam a chamarem seus maridos de sr,bordar,lavar e cozinhar.E teve seu valor reduzidor a uma boa aparencia para conseguir ‘um bom partido’ e posteriormente a ser’rainha do lar’,sem ‘ousar’pensar,se expressar,etc…Consequencia:Com a desestruturaçao do modelo famíliar tradicional,com a libertaçao sexual,e sua entrada no mercado de trabalho,ela apenas se tornou uma consumista desenfreada do que sua mente condicionada,assimilou como valor absoluto,por conveniencia.E com toda esta liberdade,em todos os sentidos,poucas acordam para a melhor liberdade de todas:Se tornarem seres pensantes e nao manipuláveis!Como vejo que e o seu caso,minha cara Caroline!Parabens pelos artigos e pela iniciativa!Um abraço!

  3. Caroline disse:

    Assim como em você Ana Paula Vieira.É, concordo que as tais revistas são o que sobrou desse passado machista, de uma maneira um tanto distorcido,aliás.Acredito que elas sejam um novo machismo, uma nova forma de impedir a mulher de alcançar valores intelectuais mais avançados.O mundo sem dúvida mudou e agora as pessoas são convecidas pelas informações,não pela força e a mídia marrom é o vilão da historinha.
    O pior de isso tudo é a “propaganda enganosa” em que as matérias intitulam-se “Para meninas que têm atitude”…Nossa,já se percebe a grande atitude de comprar a roupinha de grife,parabéns meninas,mudaram o mundo!
    Enfim, obrigada novamente pela visita e pelos comentários!
    Abraços!

  4. Jessyca disse:

    Olá, estou criando uma revista teen e pretendo fugir desse modelo que vocês comentaram. Percebi que só criticaram e não deram sugestões. Então, o que sugerem?

  5. Caroline disse:

    Jessyca, peço desculpas pela ausência de sugestões para revistas teen. Aproveito sua iniciativa de fugir desse modelo e sugiro:

    1) Sinceridade com a imagem

    As revistas tem que ter em mente que estão trabalhando com vários sentidos. Esses sentidos serão absorvidos por muitas adolescentes( já que estão em uma fase da vida de formação de conceitos/personalidade) e reproduzidos posteriormente. Portanto, porque criar uma imagem ideal da menina adolescente? Na adolescência, nem todas são altas, magras e loiras. Por que não adotar essa política de sinceridade com a imagem das jovens? Mostrar como existem todos os tamanhos e cores, todas são bonitas do seu próprio modo.

    2) Adolescente também pensa e sente a vida

    Que tal criar matérias inteligentes sobre música, educação, saúde, história? Tudo isso faz parte do universo adolescente e é muito pouco explorado. As revistas subestimam a capacidade de seu público-alvo. Discutir atualidades do mundo, usando o ponto de vista de um jovem é uma idéia excelente.

    3) Não ao horóscopo

    Desde quando adolescente precisa de 5 páginas de “previsões”? Muitas pessoas não acreditam nisso. É uma tática barata para encher as revistas. Quem acredita em horóscopo, compra revistinhas sobre isso nas bancas. De uma forma ou de outra, a publicação com tipo de material são uma forma de fazer as pessoas acreditarem nisso. Ou seja, não existe escolha do consumidor: ou você acredita, ou acredita.

    4) Excesso de propagandas

    A propanda sempre deve existir. O que acontece, é que a cada 1 página de “conteúdo”, 3 são de propagandas de cosméticos, grifes de roupas e afins. Moderar essa relação conteúdo/publicidade é essencial, até porque ninguém aguenta receber tantas mensagens publicitárias ao mesmo tempo.

    5) Variar as entrevistas

    Novamente o dinheiro em jogo. A escolha das reportagens principais sempre está voltada para bandas medíocres, atores/atrizes. Será que só existem essas pessoas para o jovem se espelhar? E o poeta, o professor, o cozinheiro? Existem milhares de pessoas com maravilhosas histórias de vida. Mudar um pouquinho essa fórmula não dói tanto assim no bolso.

    Enfim, ai estão algumas sugestões. Se quiser conversar mais sobre, me adicione : k4rol14@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: