Amizade e felicidade andam de mãos dadas.

  É bem verdade que coisas materiais nos proporcionam momentos de “felicidade”, mas essa “felicidade” não passa de um breve momento de satisfação

 

   Hoje tudo é associado ao mercado, ao dinheiro, e muitas pessoas associam também a felicidade às coisas materiais.Porém,se isso fosse mesmo verdade, a felicidade seria algo extremamente simples, mas sabemos que não é exatamente assim.

  É bem verdade que coisas materiais nos proporcionam momentos de “felicidade”, mas essa “felicidade” não passa de um breve momento de satisfação.Todos nós já a sentimos.Eu a senti quando comprei um livro que estava procurando há bastante tempo, e também quando consegui um DVD que procurava há bem mais tempo que o livro.É uma sensação boa,mas logo passa…nada se comparara à felicidade verdadeira.

  Umas semanas atrás,estava eu a conversar com uma amiga minha, Caroline, que reparou na minha habitual infelicidade.Isso é normal em mim,mas aparentemente,ninguém percebe.E essa amiga começou a me falar que as pessoas de hoje se preocupam demais com a própria satisfação imediata, sem se preocupar em satisfazer os outros também.Disse-me também que a felicidade é algo natural,que sentimos ao ajudar outras pessoas, da forma que for.Tudo o que ela me disse, eu já sabia.Tudo o que ela me disse era banal,muitas pessoas dizem isso:”Trate os outros da mesma forma que deseja ser tratado”;”Não faça com os outros o que você não quer que façam com você”;”É dando que se recebe”.Mas mesmo eu já sabendo disso tudo, suas palavras fizeram bem mais sentido para mim.Eu não entendo porque,mas acho que ela é uma das poucas pessoas que me fazem prestar atenção de verdade nas coisas, uma das poucas pessoas a que dou a devida atenção.E uns dias depois, andando pelas ruas de Belém, deparo-me com uma mulher na calçada, com duas crianças no colo, e lembro que eu tinha um dinheiro no bolso.E em seguida,lembro das palavras de minha amiga Carol.E agora vou falar uma verdade: sem nenhum tipo de interesse, ou esperança de uma intervenção divina milagrosa para me recompensar, peguei o dinheiro que tinha no bolso ,coloquei no pratinho em que ela guardava as esmolas e sorri.”Que Deus vá com você,menino”, após ouvir essas palavras,sorri novamente e segui meu caminho.E não sei o que me deu, mas no caminho todo em que eu seguia, fui andando com um sorriso bobo no rosto.Será que era a tal da felicidade que eu ouvira falar minha amiga?Não sei responder exatamente, mas pelo que lembro vagamente dessa sensação, não pode ter sido ruim.E foi uma sensação verdadeira!Mas quando se diz em ajudar quem precisa, não se trata necessariamente de dinheiro.Mas no meu caso,a maneira mais viável de ajudar aquela mulher foi dando o dinheiro que eu tinha.Ainda mais por causa das duas crianças que ela tinha no colo,que provavelmente estariam passando por necessidades.E também porque não sou nada bom com palavras reconfortantes ou esperançosas.

  Mas além dessa provável felicidade que senti, há outra que se encontra em gestos aparentemente simples ,como um abraço de pai, ou um abraço de amigo.Eu bem sei que a família é a base de tudo,mas…Os amigos também são parte importantíssima de sua vida.Eu sinto, quando estou na presença de um amigo verdadeiro, um sentimento muito bom crescendo dentro de mim, que não sei direito explicar.Mas o que me deprime às vezes é olhar em volta e só enxergar amizades superficiais, não há ninguém em que possa confiar de corpo e alma.Por isso valorizo até demais os poucos e verdadeiros amigos que considero ter.É muito reconfortante encontrar um amigo que vê poucas vezes,ou reencontrar aqueles que viajaram para longe.Tão bom quanto isso é ter sempre um amigo ao lado,para que possa contar com ele algum dia.Mas sei que nada é eterno, tudo é passageiro.Devo estar preparado no momento em que meus poucos amigos que restarem se forem, para eu não sofrer tanto.E digo “não sofrer tanto” porque considero inevitável o sofrimento.

  Mas enquanto esse momento não chega, continuo com eles, dia após dia…aproveitando ao máximo…descobrindo aos poucos pelo menos um resquício da plena felicidade.Porque acredito que, além de ajudar os outros e ter uma família, a amizade é fundamental numa vida.E por isso digo abertamente: amo todos os meus amigos de verdade.Em especial, minha amiga que me levantou enquanto eu estava no chão, infeliz, sem saber para onde andar.Amo você, Carol.

Anúncios
Etiquetado , ,

3 pensamentos sobre “Amizade e felicidade andam de mãos dadas.

  1. dirgedownloads disse:

    olha so, tambem ja passei por isso, e sai sorrindo tambem, é certo que eu estava sem prestar atenção e esbarei num cara que me chamou de filho da puta, tambem é certo que dar 2 reais a um cara cego na rua não vai mudar a vida dele, e provavelmente nem 1 mil reais ou mais mudaria, então, sempre tenho a impreção de que fazer esse “ato de caridade” é mais pra voce do que pros outros, você sai feliz, oras, eu ajudei um nescecitado quando poderia estar gastando meu dinheiro com uma besteira qualquer…De fato voce ajudou aquela pessoa dando uma esmola, e todo dia vem uns meninos pedirem comida aqui em casa, todo santo dia, e ja não penso mais que ajudei eles, simplismente abro a porta e eles perguntam se tem coisa pra dar, eu vou pegar alguma coisa e entrego, sem pensar direito, virou rotina, eles agradecem mais nem ligo, virou um abito.
    E isso tudo não tem nada haver com a ideia do comentario original…..
    Gostaria que mais pessoas dessem esmolas, e sempre dou quando tenho, dia desses um garoto me chamou na rua, eram 10 da noite, ele gritou perguntando se eu tinha alguma esmola, passei o resto do caminho pensando nisso, em como é dificil gritar pedindo uma esmola…enfim….
    minha impreção é que talvez, parar para ajudar uma pessoa e em vez de dar uma esmola, pegar o celular e ligar pra algum parente dessa pessoa ou conhecido, seria muito melhor do que uns centavos…..e não sai da minha cabeça que inguem se dispõe a fazer isso…..

    cara……sou pessimo pra fazer um comentario serio sobre algo o_o’
    ah queria falar que uma felicidade maior que terminar Gears of War no Insane é você sair andando na chuva e rindo sem motivo, cair no chão e sair vermelho de vergonha e praguejando a chuva porque alguem no bar do outro lado da rua riu em voz alta, chegar em casa e ir pro Pc falar com alguem e isso fazer uma menina triste dar um sorriso.

  2. Caroline disse:

    É dirgedownloads, a verdade é que a felicidade é bastante subjetiva, como você disse o que te faz feliz, talvez não me faça feliz, ou o Fábio e etc.
    Porém, ao saber que temos pessoas com quem contar é certeza de felicidade para qualquer um 🙂

  3. Carla disse:

    A felicidade não está nas coisas materias e nem nas obras de caridade que praticamos, a verdadeira felicidade vem de Deus e quando você O aceita a felicidade se instala dentro de você, e ela não irá embora quando um amigo, um pai, um namorado for embora, ela fica sempre por que vem de Deus, e estar com quem te faz bem e fazer uma caridade só irá aumenta-la dentro de você, por que ela já existe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: