Arquivo da categoria: tecnologia

Mudanças no Jornal

Olá leitores!

Como vocês podem ter percebido, estou tentando mudar – sem sucesso – o template do Jornal Sanitário. Quando encontro um legal, acho a fonte feia ou não combina com a proposta do blog. Queria pedir uma ajuda dos leitores experientes no WordPress para dar um jeito nisso. Será que é melhor comprar um domínio? Eu só queria aquele sistema de site de notícias – suuuper simples:  slideshow das imagens das principais notícia + 3 blocos das últimas postadas. Prontinho, só isso, minha gente. Quem puder me ajudar, envia um e-mail caridoso para csaraujo1@gmail.com

Beijos sanitários (que brega rs)

Onde o Twitter errou

O Twitter praticamente parou de crescer. Observo essa rede social desde o seu auge, em 2009/2010, e agora vemos ela perder espaço para os números estratosféricos do Facebook. Desenvolvi algumas teorias com relação ao Twitter quando estava fazendo o anteprojeto de TCC e, na época,  essa rede social ainda não tinha perdido a relevância como está agora. Mas, por que? Seriam as ondas naturais da Internet, que crescem, explodem e depois somem ou tem mais a ver com má gestão?

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , ,

Vida Mobile

Muita coisa mudou desde a época em que os celulares eram apenas imensos pequenos aparelhos com telas monocromáticas que serviam como peso de papel, enfeite de calça e um “fazedor” de ligações. Existem pequenas funções, hoje presentes em qualquer celular, mas que antigamente (coisa de 20 anos atrás) não estavam incorporadas aos telefones.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Novas comunidades sociais x Orkut.

A Internet é uma ferramenta poderosa e as possibilidades que ela cria são inimagináveis.Apesar da grande quantidade de informação absurda e inútil, podemos “separar o joio do trigo”, encontrando várias fontes de conhecimento, cultura e entretenimento.

O site de relacionamentos Orkut entra nesse contexto, já que superficialmente parece uma página fútil, mas que possibilita troca de informações e até conhecimento.Infelizmente, poucos usam essa ferramenta para pesquisar e conhecer mais.

A “pesquisa” está mais direcionada para o namorado da fulana, a festa de sábado, a briga entre fulano e cicrano e assim vai.Seguindo a mesma linha, acumulam-se as comunidades inúteis, que podem ser desde “Eu nasci no dia do meu aniversário” ou alguma frase nosense com fotos preto-e-branco, para cativar os pseudo “cults”.

O Orkut acaba reproduzindo os males da nossa sociedade: culto da imagem, preocupação exacerbada com a vida alheia,ocupação com atividades levianas e por aí vai.

Apesar disso, alguns sites conseguiram acertar na “dose” e criaram comunidades sociais no estilo do Orkut, mas com o objetivo de proporcionar a troca livre de conhecimentos.É o caso do Livemocha, que possibilita o aprendizado e ensino de várias línguas entre os participantes.A comunidade é bastante diversificada e os conhecimentos adquiridos são uma novidade para o aprendizado de idiomas(as possibilidades são várias).

Outro exemplo muito bom, é para os amantes de fotografia, sejam eles amadores ou profissionais: o Olhares.com – Fotografia Online, possibilita novamente a troca livre de conteúdo entre os participantes.Não é mais a foto do namoro da fulana ou os egofotologs da vida.É arte gratuita para aqueles que gostam de conhecer novos horizontes.

fotografia

Olhares.com: troca de informações e fotografias entre os internautas e participantes.

Confesso que gosto do Orkut, apesar de às vezes ficar enjoada das mesmas fotos, mesmos perfis, mesmas comunidades.Para aqueles que querem algo a mais que uma relação social superficial, os exemplos acima são extremamente recomendandos.

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , ,

Brinquedos no natal.

Natal, época de consumismo, aumento do índice de criminalidade, publicitários enlouquecidos, comerciantes enriquecendo.Enquanto todos os dias somos bombardeados por milhões de propagandas, nessa época, em especial, elas tornam-se direcionadas ao público infantil.

Claro, não tem pai que aguente ouvir um “Por favor papaii!Eu quero, eu quero, quero!”.E como andam os brinquedos de hoje, não?Esqueça o pré-histórico pião, as inocentes bonecas de pano, o pega-varetas,carrinho de rolimã.Veja como andam os brinquedos atuais:

Brinquedos de Meninas

Boneca- Bebê Esqueça aquelas bonequinhas de pano inofensivas.Agora todos obrigatoriamente tem pilhas,canta, roncam, soltam gases, dançam e falam 1092019 idiomas!O que a criança pode fazer: nada.É só ligar e ficar olhando.Que divertido!!!

Boneca clássica Barbies e Suzis comandam com seu estilo clássico.A Barbie se sustenta com as bonecas dos seus filmes cheios de purpurina,castelos, pôneis e cristais.E a Suzy?Bem, a Suzy tenta pegar uma fatia do mercado com seus modelos mais baratos e mais cafonas.O que você esperaria de uma cópia brasileira e cabeçuda da loira americana patricinha?

Boneca pré-adolescente precoce Bratz e genéricas.São mais cabeçudas que as Suzis.Apresentam cabelos e roupas “descoladas” e curtas.São feitas para garotas “antenadas” e metidas a mais velhas.Boa parte reflete a mudança de comportamento que está ocorrendo com as crianças.Ninguém mais quer ser adulto.Agora o legal é ser jovem adolescente: consumista, festeiro e inútil.

aulas de granfino.

Polly: aulas de granfino.

Polly Uma miniatura da Barbie, só que piorada.Uma verdadeira aula de ricos para a criança “classe-medista”.Polly no cruzeiro, Polly no shopping, Polly no Spa, Polly na empresa do papai, Polly no Salão,Polly que-se-exploda-a-favela.Sem dúvida, é a boneca mais realista que existe.Não se esqueça do fato que as roupas são feitas de plástico vagabundo que rasga só de olhar e dos bichinhos “fofos” e cabeçudos que acompanham.

Tecnopseudoadolescentes São as pistas de dança, para ficar “pronta para a balada”, estojos de maquiagem, máquinas de fazer bijuterias.Tudo para preparar a menina para seu futuro: esposa vaidosa, obediente e burra.Não se esqueça daquelas variantes de bonecas que ligam com mp3(4,5,6,7…) e “cantam”.Sem comentários.

Brinquedos de menino

Bonecos de ação Musculosos, multiutilidades (ui!), articulados.Um verdadeiro chaveiro suiço gay, os bonecos de ação masculinos são super poderosos, americanizados e cheios de armas.Uma aula para os futuros mauricinhos e playboys do país.Destaque para Max Steel, o herói sem graça, com vilões bizarros e cheio de bomba no bíceps.

o icone dos bonecos de ação playboys.

Max Steel: o ícone dos bonecos de ação playboys.

Carrinhos Você deve ter pensado:”Ah, finalmente estão falando de algo normal”.Engana-se.Agora os “carrinhos” são “radicais” com suas mega-pistas com looping.Esqueça do “bibi-fonfon”, agora é “uhull, não tenho limites, eu atropelo todo mundo,mwhahaha”.

Brinquedos unisex

Jogos de tabuleiro São mais simples e normais.Fora algumas exceções, como “Monopoly” , uma versão do clássico “Banco Imobiliário”, onde “ser milionário nunca foi tão divertido”.Uma verdadeira doutrinação do mercado financeiros.Ser capitalista nunca foi tão divertido!Melhor que esse, só o Bush it mesmo.

Videogames Não é tecnofobia.Videogame pode ser muito útil em dias chuvosos e entediantes.Mas cuidado, alguns jogos são realmente assustadores: violência e pornografia sem limites!Isso porque existem crianças que esqueceram o que é luz solar depois de ficarem viciadas nos games.

Lego O brinquedo de encaixar mais famoso do mundo tem suas ressalvas: instiga raciocínio lógico e a engenhosidade.Apesar disso, os preços são absurdos para pedaços de plástico moldados.Uma caixinha com umas 100 peças pode chegar a R$ 200!

Enfim, existem vários outros exemplos.O principal é notar que brinquedos, como parte da infância, tornaram-se objetos de exploração e manipulação dessas jovens mentes.Brincar faz parte da formação das crianças e o exemplo que esses novos brinquedos dão é péssimo.Qual será a mentalidade de uma menina que coleciona Pollys?Será que ela não vai crescer querendo ter uma limousine, um iate, fazer mil compras?Apesar de algumas ironias, esse post serve de alerta para todos os pais ou futuros pais.Cuidado, apesar da aparência, um brinquedo não é uma coisa inocente.

Etiquetado , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: