Arquivo da tag: Arte

Pioneiro = melhor? A crítica de Belém acha que sim.


Claro que pioneirismo é uma qualidade. Afinal, ter uma ideia diferente de todo mundo, iniciar um projeto inovador – só ter a sacada do projeto já é válido – é para poucos. Mas e quando isso começa a se transformar em uma justificativa quase plausível para pouca qualidade e o pior: para a falta de crítica

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , ,

Jornalismo ou apenas um rostinho bonito?

Até a primeira metade do século XX, o jornalista era um autor anônimo e o foco era a sua produção( audio ou escrita). Com o surgimento da televisão, a prioridade voltou-se para a imagem e o jornalismo adaptou-se a essa nova situação : agora era preciso mostrar, além do fato, os jornalistas e apresentadores. Como a tendência da televisão é transformar tudo em um grande espetáculo, o jornalismo televisivo acabou também absorvendo essa tendência. O resultado é de que o telejornalismo acabou em muitos casos priorizando a estética dos jornalistas em detrimento do real papel dos mesmos (transmitir a informação).
Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Esculturas líquidas

A inovação do artista Martin Waugh brinca com o movimento dos líquidos, criando verdadeiras esculturas momentâneas.

A arte

le1

O artista

Martin Waugh combina ciência e arte para capturar a infinita beleza da natureza.Para capturar as curvas dos líquidos, ele usa a técnica de fotografia de alta velocidade, obtendo uma idéia de infância e fantasia.Interpretações de sua obra  muitas vezes revelam tanto do espectador como do artista. Suas imagens são metáforas para a vida e o exercício é tão intrigante para os olhos ,que rapidamente provoca uma reflexão.

Para mais informações:

Homepage do Artista

Blog Alma de Artista

[E você, o que sentiu ao ver a água dançar na sua frente com todos os seus mil tons?]


Etiquetado , , , , , , , ,

O não-ilustre escritor conhecido.

Quando pensamos em Literatura, rapidamente nos vem a idéia de passado, dos românticos boêmios, dos modernistas irreverentes.Em tempos “pós-modernos” como esse, é difícil definir o que ainda é considerado a arte de escrever.Na verdade, essa é uma realidade que engloba todos os aspectos da arte contemporânea: a indefinição.

Apesar da qualidade literária beirar o subjetivismo, existem certos pontos a levar em consideração.Primeiro, a Arte, para marcar uma geração, precisa de pioneirismo, originalidade, tanto no tema quanto na linguagem.A inovação poética e a capacidade de promover alguma reação no leitor são fundamentais.Paulo Coelho, assim como os fenômenos “pop” de “Harry Potter”, “O código da Vinci” e “Quem mexeu no meu queijo?”, são exemplos de uma explosão de vendas, porém com valor literário questionável.J.K Rowling, autora da série “Harry Potter”, criou uma verdadeira colcha de retalhos : um pouco de tudo já publicado, bruxaria, mitologia e enredo previsível, não induzindo à reflexão, mas mergulhando em um mundo medieval mistíco.

Se esses autores despertam interesse na leitura, disso não há dúvida.No entanto, isso não justifica esquecer do senso crítico, pois assim como as lanchonetes de “fast-food” saciam a fome, não deixam de ser lixo comestível.Um verdadeiro escritor não se mede pelo número de leitores, mas pelo impacto sócio-cultural de suas obras, então, só porque vivemos em um país de poucos leitores, não significa que qualquer excremento literário deve ser venerado.Existem outras mentes querendo espaço para se expressar, ofuscadas pela “badalação” desses pseudo-escritores.Logo, como cadeiras ocupadas por Guimarães Rosa,poderiam aceitar Paulo Coelho pelo seu número de vendas e não pelo talento?

Assim como a televisão, o livro também possui o poder de abrir ou fechar mentes, sendo um veículo de comunicação, não importa se é uma revista, internet ou TV, e sim o conteudo que essas ferramentas podem oferecer.

OBS:

Em primeiro lugar, eu sinto muito pela nossa desatualização, eu estou sem computador até o dia 25 de Novembro, então, paciência.Espero que todos aguardem e continuem a visitar/divulgar nosso blog.Obrigada pelos comentários, até pelo prêmio que nós recebemos do blog da regganata.

Grata pela compreensão,

A administradora.

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

O suicídio da Arte.[ESPECIAL parte 2]

Século XX : modernismo

  Uma das épocas mas vigorosas e criativas, correntes pipocaram por todos os lados e propostas para uma nova arte não faltaram.Por trás do dadaísmo,futurismo e cubismo estavam dois pontos: fim da supremacia daquela noção clássica de arte e a busca por liberdade.

O que é Arte?

O que é Arte?

  É a partir desse ponto que eu começo a discussão: o modernismo questionou todas as estruturas da concepção tradicional de arte.Começou do zero todo e qualquer conceito do que poderia ser considerada uma manifestação artística: um mictório? Ou Mona Lisa?Ou ambos?Será que a arte não tem mais limite, tudo é arte e nada é arte também?

  A Arte voltou-se para si, auto-questionou-se.Poderia ser um novo começo, os artistas teriam maior liberdade, maior comunicação, o mundo explodiria de criatividade sem limites.Mas será que foi isso que realmente aconteceu?Esse excesso de questionamento criou bilhões de movimentos bizarros que foram destruindo, aos poucos, os próprios movimentos.

   A verdade é que esse conflito metalingüístico matou a arte.Aos poucos, a inovação foi sendo deixada de lado até nós chegarmos nos dias de hoje.O cenário artístico atualmente?Sem originalidade.Nossa produção é uma cópia de tudo que já foi feito ou tentado.A pintura da moça nas flores, o prédio “a la” Paternon, os mesmos acordes do rock de Elvis…

   Será que tudo que era possível de ser criado, já foi?A criação humana chegou no seu apogeu, a partir de agora, seremos eternos repetidores da arte do passado?Precisamos de renovação nesse campo.O passado é importante, sem dúvida, mas precisamos desenvolver nosso presente também.A Arte original, popular, irreverente deve estar nos palcos, nas galerias, senão, voltaremos ao mesmo erro que os modernistas combatiam: a veneração de modelos antigos.

Etiquetado , , , ,
%d blogueiros gostam disto: