Arquivo da tag: educação

Fa(cu)ldade

[ post rápido]

A indústria do vestibular chega no seu auge com as faculdades que pipocam a cada dia. São milhares de cursos, de qualidade duvidosa, surgindo por ai, e claro, baixando o nível do ensino no Brasil.A rede particular cresce robustamente . Porém, poucas são capazes de englobar os reais valores da vida acadêmica.Esse vídeo, satiriza a banalização do ensino superior no país.Assistam e opinem!


Alguns links sobre o assunto:

http://indvest.wordpress.com/

http://www.jusbrasil.com.br/noticias/175814/augusto-critica-propaganda-oficial-sobre-aprovados-no-vestibular

OBS1: Farei posts mais completos na semana que vem, porque estou lotada esses dias.

OBS2: Obrigada pelos comentários e visitas, mudamos o layout e novas mudanças aguardam esse dezembro no Jornal.Continue visitando e participando!

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Digna Igualdade.

        De acordo com a constituição brasileira todos são iguais perante a lei.Partindo dessa premissa,o sistema de cotas para negros e índios fere a constituição, e faz com que aumente o preconceito, além do mais, esses sistema inferioriza essas duas etnias em questão, a inteligência e a capacidade do indivíduo não podem ser medidas pela cor da pele, isto não é um parâmetro científico, pois se fosse,não existiriam figuras como Machado de Assis, Cruz e Sousa, José do Patrocínio entre outros grandes nomes.

   

       No passado estas etnias foram espoliadas pelos colonizadores, dos seus espaços, de suas culturas e até hoje,são colocados à margem da sociedade, ganhando menos que os brancos, trabalhando em piores condições, porém esses fatos nada têm a ver com sua capacidade, mas sim com o preconceito da sociedade frente a estas etnias,se é para trata-los com respeito, não se deve implantar um sistema de cotas, mas sim cultivar um sentimento de irmandade entre esses povos.

      Biologicamente, a única diferença entre brancos,negros e índios, além de alguns traços característicos, é a produção de melanina, que nos índios e em especial nos negros é produzida em maior quantidade, dando à pele um tom mais amarronzado e maior resistência aos raios UV, fora isso os organismos funcionam da mesma maneira e todas as etnias têm a mesma taxa de utilização do cérebro,comprovando que não se pode afirmar a superioridade de uma etnia frente a outra como Hittler pregava na Alemanha nazista.

     A solução não esta nas cotas pois essas indiretamente são discriminatórias, a raiz do problema se apresenta inicialmente quando os primeiros conceitos de cidadania são introduzidos para a criança, depois na distribuição de oportunidades, porque nem sempre os negros e índios têm os mesmo recursos que os brancos, a maneira correta de sanar o problema é investir na inclusão social de todas as etnias discriminadas e colocar em prática o conceito de igualdade étnica tão em voga na mídia,principalmente para as novas gerações para que esta,no futuro,construam uma sociedade com direitos verdadeiramente iguais à todos.

Etiquetado , , , , , ,
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: